4 dicas para comer o que gosta sem engordar

capa blog.png

Quando falamos em alimentação balanceada ou alimentação saudável, muitas pessoas pensam que isso significa comer apenas vegetais, comer coisas que não gostam, ou que não dão prazer.

Mas nossos especialistas explicam que não precisa ser assim. Você também pode perder peso sem perder a liberdade de comer. Confira as 4 dicas:

 

1 - Busque o equilíbrio

Muito mais eficaz do que dietas restritivas, tais quais você não pode comer quase nada do que gosta, para não sair da dieta, é a busca do equilíbrio entre a alimentação e o exercício.

Se você dá duro na academia, pode sim, dar-se o prazer de comer uma pizza quando tem vontade, por exemplo. O que não pode e não vai te ajudar a alcançar bons resultados, é querer comer pizza todos os dias da semana e ainda faltar aos treinos.A busca do equilíbrio entre alimentação e exercício, é mais simples do que parece.

Está com vontade de comer aqueeele prato de macarrão carbonara ou uma fatia de pizza de chocolate? Sem problemas! Aproveite a energia extra que esses carboidratos vão te dar e foque em um treino que exija mais de você. Dessa forma, a energia vai ser gasta completamente e não deixará rastros para serem acumulados como gordura, mais tarde.

Está sem vontade de treinar hoje? Também não tem problema, desde que isso não se torne um vício, você pode faltar ao treino no dia em que não está afim. Só não vale exagerar na comida justamente no dia em que não vai gastar tanta energia! Aproveite o tempo extra (que você estaria na academia, por exemplo) para preparar uma refeição mais natural e testar aquela receita que você sempre quis provar.

 


 

2 - Faça trocas inteligentes

Quando você estiver achando que precisa deixar de comer alguma coisa que te dá vontade, pense melhor e veja se não é possível substituir esse desejo. Temos diversos exemplos de trocas inteligentes que não vão alterar a sua rotina, e vão te manter no foco para alcançar seus resultados mais rápido!

Ao invés de excluir o leite da alimentação, troque o leite integral pela versão desnatada, que possui todas as propriedades mas não contém gordura. Quando possível, troque proteínas de origem animal por proteínas de origem vegetal, que costumam possuir gorduras consideradas boas e não elevam o colesterol. Troque carboidratos simples (pão e macarrão de farinha branca, por exemplo) pelos complexos (integrais, com farinha de arroz), que demoram muito mais para serem absorvidos pelo organismo e não geram picos de açúcar no sangue, assim, dão a sensação de saciedade por mais tempo. Trocar a versão normal de alguns alimentos, pela versão light também está valendo.

> Veja mais sobre este assunto em nosso post “5 motivos para começar a comer integrais”. Basta clicar aqui.

 

3 - Qualidade x quantidade

Quando falamos sobre a qualidade dos alimentos, estamos querendo dizer o quão saudáveis eles são. Assim como, falar de calorias, que podem ser consideradas vazias (sem valor nutricional), ou não (quando têm alto índice calórico mas também contém nutrientes importantes para sua saúde).

O mesmo acontece no caso das gorduras, que ainda geram muitas dúvidas. Existem as consideradas “boas” que não põem em risco nossa saúde, e as “ruins” que elevam o colesterol e trazem diversos problemas ao organismo. Se você escolher comer um abacate, que tem gorduras boas, por exemplo, e um alto índice calórico, o resultado não será o mesmo de ter escolhido comer uma batata frita, que tem muitas calorias “vazias” e gorduras ruins. Portanto, você pode aumentar um pouco a quantidade quando se trata de um alimento “de qualidade” ou diminuir a dose quando escolher a batata frita.

Se você é do tipo de pessoa que “precisa de sustância”, pense ainda mais na qualidade do que está ingerindo. O problema nunca foi a fatia de pizza em si, mas sim a quantidade e “qualidade” do que você escolheu comer. Hoje em dia é fácil encontrar até mesmo pizza fitness, como algumas das opções oferecidas pela Pizzaria Big Monster. Se você quer comer pizza durante a semana, por exemplo, porque não escolher uma massa de batata doce, couve flor ou até de Whey Protein? Sim! Essas opções existem e fazem o maior sucesso com quem dá o braço a torcer e decide provar.

 

4 - Organização e planejamento

Com a rotina cada vez mais corrida e a agenda cheia de compromissos, muitas vezes damos preferência às opções mais rápidas para a alimentação. O problema é que na maior parte das vezes, esses lanches “fáceis” são muito industrializados, cheios de gorduras, conservantes e pouco nutritivos.

Para piorar a situação, quando você tenta buscar uma alternativa mais saudável, se depara com a questão preço, já que essas opções costumam ser mais caras. Na pressa, você acaba gastando mais dinheiro ou comendo “qualquer coisa”. É aqui que entra o planejamento para fazer a diferença.

Se você prevê as situações em que precisará comer, pode organizar sua semana ao máximo e manter a alimentação balanceada praticamente sempre. Confira os exemplos:

 
  • Para quem faz as refeições principais em casa (café da manhã, almoço e janta), só precisará se preocupar com os lanches entre essas refeições. Você concorda que não é difícil levar esses lanches com você, certo? Além de economizar dinheiro, ao invés de um croissant de chocolate, você pode levar torradinhas com patê proteico, uma vitamina pronta para tomar, cookies caseiros com castanhas, iogurte com cereais, entre outros.
     

  • Para quem faz quase todas as refeições fora de casa. Nesse caso, você precisa ficar atento desde cedo, afinal, as tentações irão aparecer já no café da manhã! Vale a pena escolher bem a padaria e o restaurante, de preferência com um cardápio variado, com opções de saladas, massas e carnes, até mesmo para você não enjoar e acabar partindo para um fast food.

 


 

Comentários ()

Wave VIP: veja como funciona o treino individualizado na Academia Wave
Wave VIP: veja como funciona o treino individualizado na Academia Wave
12/08/2019
Não se deixe enganar: ser turista de academia não vai te trazer benefício algum. Academia não é templo de milagres. É preciso dedicação, mas também nada que tire o seu prazer em treinar. Veja como funciona o Programa Wave VIP.
Leia mais
EMAGREÇA COM O DESAFIO 12 SEMANAS
EMAGREÇA COM O DESAFIO 12 SEMANAS
12/08/2019
O Desafio 12 Semanas é um programa de emagrecimento da Academia Wave com aulas em grupo, segundas, quartas e sextas-feiras. Quer resultados? Então leia mais aqui...
Leia mais
Veja como o Marcos emagreceu 18kg com o programa Wave VIP
Veja como o Marcos emagreceu 18kg com o programa Wave VIP
14/12/2017
Treinando apenas 1 hora por dia, Marcos emagreceu 18kg em 5 meses. Se você também precisa de resultados, veja agora como o programa Wave VIP pode te ajudar.
Leia mais
Campanha Resgate um Sedentário 2019
Campanha Resgate um Sedentário 2019
01/04/2019

A Academia Wave lança a 4ª edição da campanha Resgate um Sedentário, presenteando moradores locais com 15 dias de academia. Confira!

Leia mais
ANTICELULITE: CONHEÇA A NOVA AULA DA ACADEMIA WAVE
ANTICELULITE: CONHEÇA A NOVA AULA DA ACADEMIA WAVE
30/10/2018
Um tema que incomoda mais de 70% das mulheres e que vem crescendo muito entre os homens: a celulite. Veja detalhes sobre a nova aula anticelulite que a Academia Wave criou.
Leia mais
Barriga Negativa: conheça a nova aula da Academia Wave
Barriga Negativa: conheça a nova aula da Academia Wave
24/10/2018
Venha conhecer a nova aula exclusiva da Academia Wave, com técnicas para "negativar" a barriga!
Leia mais
Desafio das 12 semanas
Desafio das 12 semanas
08/08/2018
Conheça o novo programa de resultados da Academia Wave: o Desafio das 12 semanas, disponível na unidade Wave Centro, em Balneário Camboriú, e na Wave Camboriú.
Leia mais
Musculação emagrece? Veja alguns casos da Academia Wave
Musculação emagrece? Veja alguns casos da Academia Wave
17/07/2018
Nesse post, vamos te mostrar como a musculação é uma grande aliada para o emagrecimento aqui na Academia Wave, gerando ainda muitos outros benefícios para o seu corpo.
Leia mais